domingo, 30 de maio de 2010

Série "As pirâmides do Poder" Pintura - Acrílico s. (tela e papel) 2m x 1,5 m

Arquivo Distrital de Faro - Centro Cultural de V.R.S.António 1997























































































FIGURES IN TRANSFIGURATED LAND(E)SCAPE
"Go,go,go,said the bird: Human kind / Cannot bear very mucht reality"
T.S.Eliot

No nosso Universo asséptico controlado pela eficaz máquina racional, o fantástico e o misterioso impregnam indelévelmente o espírito humano que tem fome de aventura e apaziguamento.
Os profetas deste fim de milénio já não usam as palavras; são pintores ou fazem páginas para a Internet; expimem o seu mundo (tal como Picasso) em pensamentos visuais, transformam-no em pura possibilidade.
Neste mundo virtual acumulam-se os símbolos milenares que se foram depositando nas mentalidades como um produto das negras épocas em que as palavras de ordem eram fugir às contingências do real, explicar o desconexo ou dominar a fatalidade, recorrendo à crença e superstição.
Os signos exotéricos transportam os indivíduos ou grupos para universos paralelos onde viver o real é sinónimo de poder imaginá-lo: O homem é a sombra de um sonho. Estas imagens e conceitos tornam-se poderosas armas de arremesso contra a estrutura piramidal da ordem do mundo.
Contemporâneamente o hedonismo vigente aceita qualquer coisa que proporcione prazer ao indivíduo, possibilitando que o mesmo se recupere como sujeito de um mundo que se escapa perante o assalto de uma massa esmagadora de informações avulsas. Esta humaidade que sente a terra fugir-lhe, lança um grito de angústia silenciosa que protela indefinidamente a derrocada desta sociedade geométricamente perfeita!

Paulo Jorge Correia
                       (antropólogo)

14 comentários:

Lídia Borges disse...

Lindas, as telas...

"O homem é a sombra de um sonho".

Pois é... A sombra, apenas!

Cumprimentos
L.B.

Cosette disse...

Afonso: Em meu nome e em nome do meu tio, venho agradecer a sua amável visita no nosso blog! Lá há de tudo..das frases mais complexas às mais absurdas. Seja sempre muito bem-vindo! Reparei que és amigo da Sarah.. :) Se bem a conheço, do jeito que ela é apaixonada por arte, vai se babar toda nestas pinturas! São lindas!

Um beijo e boa semana!

Felina Mulher disse...

Amigos, Em Maio de 2009 eu criei este blogue simples, como eu muitas vezes disse, escrito com textos pequenos. Escrevi coisas sentidas, relatei episódios de uma mulher que sofria por acreditar no amor, brinquei, escrevi uma carta ao Cara lá de cima ,desci do Salto, enfim, tudo à volta de uma «FELINA» que falou com o coração, onde brincou, onde agradeceu a simpatia de quem está frente a um monitor, tão longe e tão perto...

Aqui na minha vida virtual soltei muitas gargalhadas, e algumas lágrimas...

Tal como o faço na minha vida Real, que ouve tantas vezes o meu silêncio quantas as vezes que testemunhou a minha felicidade...


Mas apesar de ter amado muito do que aqui escrevi e ainda amo escrever, eu no momento não me sinto incentivada a continuar o blogue e isso tem sido cada vez mais notório...

Quanto aos meus textos, poesias e outras brincadeiras, não vão dizer que acreditaram?! Foram apenas uma desculpa para vos dizer: estou aqui, quero conversar com vocês nem que seja a brincar com rimas e sentimentos!

Sei que não me enganei acerca de algumas pessoas que me acompanharam durante este um ano, é a "tal" empatia de que é gratificante conhecer-lhe o significado (espero que me continuem a dar o prazer da vossa amizade) assim como outras pessoas que tendo blogues ou não, conheceram o meu há menos tempo. Obrigada pelas palavras deixadas aqui, obrigada pela simpatia.
Quando eu me senti melhor, quando minha inspiração voltar, eu volto a escrever minhas insanidades;
Um beijo meus amores....AMO VCS!

Jean Valjean disse...

Ei, minha sobrinha já veio visitar estas belas plagas e representou-me. Outorgo a ela procuração de ratificado e reitero suas palavras, como sói sempre ser.
Adorável combinação de som e imagens. Arte sobre arte.
Saudações efusivas e obrigado!

Sarah Slowaska disse...

Aiiii que coisa mais lindaaaa!
Desculpa, mas eu não li uma linha do texto! Fiquei colada nos quadros!!! Lindos lindos lindos...Sempre que entro aqui, ouço uma disputa dentro do meu cérebro entre mim e a voz da minha consciência: " Gosto deste...não, gosto mais deste...Não! Afinal, gosto deste!...Ah, quer saber? Gosto de todos!"

A Cô estava certa: babeeei!

beijos!

afonso rocha disse...

FELINA AMIGA!!!!!
Fiquei sem palavras. Acredita. Branca completa.
Volta. Depressa.
Todos gostamos de TI.
Beijo

FICO À ESPERA!!!!

Para além de fazeres parte deste grupo restrito...és a minha madrinha (com a Delírius)...
dO FIEL DA BALANÇA...
INAUGURARAM OFICIALMENTE O BLOGUE!!!!

Nilson Barcelli disse...

Gostei das telas, ainda que de pintura pouco perceba.
Achei-as muito originais. Estou convencido que dentro de pouco tempo saberei quem é o autor apenas pelo estilo.
Abraço.

afonso rocha disse...

Nilson...
Obrigado por tuas palavras.
Abraço

Naty Araújo disse...

Os quadros são espetaculares!

Fizeste muito bem em passar em meu cantinho e deixar um comentário.
Adorei!
E saiba que será recíproco minha vinda aqui.

Abraços.

Jean Valjean disse...

Voltei para ver estas obras com mais calma. Simplesmente inenarrável o meu prazer de admirá-las e de me babar. Que concepção!
Não sei se você conhece Lise Forell. Ela ainda está viva. Já ultrapassou fourscore e continua lúcida. Viveu num campo de concentração muito famoso (melhor dizer famigerado) e tem uma leva de quadros com menções religiosas. A coragem da crítica, a inteligência das imagens, a riqueza de detalhes que vejo no seu traçado remeteram-me imediatamente para a genial Lise. Eis que encontro para ela, agora que já estou à orla dos 50 anos, um artista moderno à sua altura.
Sinceros parabéns de alguém que o admira.
Valjean

Naty Araújo disse...

Obrigada pela graça das suas palavras.
Estarei sempre por aqui também.
Faça chuva ou faça sol rsrsrs.
Mesmo se isso atrapalhasse o contato.

Abraços.
Ahh Portugal é? Delícia!

Cosette disse...

Afonso, aquilo não é mentira.
O diálogo aconteceu de verdade :)
Não, eu não tenho jeitinho nenhum para mentir :*

Beijos!

OutrosEncantos disse...

Ontem deixaram-me esta estrofe de Saramago que me parece encaixar aqui na perfeição:

"Este mundo não presta, venha outro.
Já por tempo de mais aqui andamos
A fingir de razões suficientes.
Sejamos cães do cão: sabemos tudo,
De morder os mais fracos, se mandamos,
E de lamber as mãos, se dependentes."

Na religião, na política, na vida pessoal/familiar, no trabalho, enfim, na sociedade a todos os níveis, os fracos e os fortes, ressalvemos os anarquistas, os que sabem bem o que não querem e refilam, na voz, na tela, no papel...

Tu fizeste-o divinamente bem, como aliás te é peculiar!

Beijo e abraço!

(prometido é devido rsss...)

Ana Tapadas disse...

Simplesmente: estupendos!
Beijo