terça-feira, 15 de junho de 2010

605 Forte - Pintura


5 comentários:

afonso rocha disse...

O acaso fez com que um dia entrasse numa morgue. No chão, deitada sobre um pano, repousava alguém de meia idade. Tinha tomado 605 Forte. Veneno para o escaravelho da batata. Soube-o mais tarde.
Mas a imagem não me saia do pensamento...
Para lhe dar descanso...peguei em pincéis e deitei-a numa tela.
Uma amiga viu...gostou...e comprou-a, sem saber o seu significado.
Nunca lho disse...

...mais tarde disse-me que a tinha colocado no quarto...por cima da cabeceira da cama.
Beijo Xana...algures a viver em Beja, no Alentejo profundo...

Le Vautour disse...

Brota vida da arte sobre os mortos!, pelo que se há de concluir: nas almas que vivem, há vida pós-morte.
Parabéns e abraço de duas asas!

Sarah Slowaska disse...

Triste história, linda arte. Da tristeza nasce a arte. Arte esta que é tudo, menos triste.

Lindo Afonso!
Beijo enorme.

OutrosEncantos disse...

Afonso, tu sabes..., eu não sei comentar esta pintura! Não sei mesmo! Não consigo olhar p'ra ela!...

Abraço(quero)!

Luis Baptista disse...

absolutamente forte afonso.
Um grande abraço!